Lemann Center, o centro educacional em Stanford que está fomentando a educação brasileira

Lemann Center, o centro educacional em Stanford que está fomentando a educação brasileira

lemann center
Na visita à Universidade de Stanford, feita durante a II Missão internacional da Nuvem Mestra ao Vale do Silício, conhecemos o Lemann Center - Centro de Empreendedorismo Educacional e Inovação no Brasil. Fundada pela Universidade de Stanford e pela Fundação Lemann, o centro atua no desenvolvimento de novas oportunidades de aprendizagem para alunos dentro e fora do sistema público de ensino. Também concentra-se no desenvolvimento de novas abordagens para melhorar o aprendizagem nas escolas brasileiras, especialmente entre os estudantes de baixa renda. O Lemann Center acredita que, em um país emergente como o Brasil, o ecossistema educacional inclui não apenas professores e alunos, mas também pais, políticos, executivos, educadores e empreendedores educacionais. Por isso sua missão é analisar as particularidades da educação no país e transformá-la, propondo um novo modelo educacional, não apenas nas escolas, mas em todo o ecossistema. Seu objetivo é incorporar seletivamente práticas comprovadamente bem-sucedidas em outros países, pois os princípios, e não os modelos, podem ser ajustados à cultura, à sociedade e à realidade econômica locais. Aproximadamente de 10 a 20 brasileiros que chegam como pesquisadores visitantes para o centro, voltam para o Brasil para trabalhar em prol da educação brasileira. Um grande exemplo é da brasileira Joyce Toyota que criou uma ONG chamada Vetor Brasil, vencedora de vários prêmios internacionais, que ajuda governos a criar quadros de alto nível para administração pública brasileira. O Lemann Center tem conseguido levar inovação para o Brasil de forma rápida. Como é o exemplo do case na cidade de Sobral, onde 50 escolas implementaram laboratórios, conhecidos como Espaços Makers. A atuação do centro também está na formação de professores em cursos de especialização tendo já realizado o treinamento de mais de 100 pessoas em 11 universidades. Vejam outros aprendizados da Nuvem Mestra na viagem ao Vale do Silício na matéria sobre o Quizlet ou sobre a Universidade de Stanford.

1 comentário(s)

  1. vanessa
    24 de outubro de 2019 às 11:03

    Bom dia
    Estou em constante pesquisa para melhor compreender o MUNDO MAKER, novas tecnologias de ensino, me despertou curiosidade de como funciona a nuvem mestra, gostaria de mais informações se possível. Estou trablhando com TI na minha escola, mas sou pedagoga de formação, é um desafio enorme, mas sou APAIXONADA pelo novo e por educação. Estamos com projeto de implantar uma sala maker, mas as duvidas e ideias são inúmeras.

    desde já agradeço

Deixe um comentário

Leia também