Inovação na escola: inspire-se para planejar seu 2021

Inovação na escola: inspire-se para planejar seu 2021

O planejamento pedagógico de uma instituição de ensino deve ser levado muito a sério. Especialmente para um ano como 2021, que virá logo depois da maior crise sanitária e humanitária da história recente brasileira, o planejamento será fundamental para manter os processos nos eixos. E contar com inovação na escola é um dos caminhos mais certeiros que você pode seguir. O processo de inovação passa por diferentes vieses, indo desde um uso mais sistemático de tecnologia no dia a dia da escola, até formas diferentes de trabalhar com a gestão escolar. Neste sentido, um dos principais cuidados deve ser com a cultura da instituição. Processos inovadores normalmente vêm acompanhados de mudanças significativas na forma de fazer da escola, e mudanças costumam trazer desafios. Por isso, a gestão da sua instituição precisa estar preparada para abraçar as novidades e se permitir inovar. Para que a inovação aconteça de forma suave e as mudanças não provoquem um impacto muito grande  na rotina da comunidade escolar, prever esses passos em um planejamento pode ajudar. Continue acompanhando este conteúdo e veja como investir em inovação na escola pode tornar o seu 2021 mais eficiente, produtivo e preparado para os desafios.

Heranças de 2020: o que tende a se manter

Dentre as diferentes soluções que foram necessárias de serem encontradas pelas instituições de ensino ao longo de 2020, o ensino híbrido se mostra como uma tendência que veio para ficar.  A mescla entre aulas online síncronas, assíncronas e atividades presenciais já acontecia com bastante frequência em diferentes modelos de ensino fora do Brasil, porém foi com a pandemia que o sistema se fortaleceu e ganhou destaque por aqui. O ensino híbrido é, portanto, uma forma de aplicar inovação na escola, trazendo uma perspectiva de educação com a qual os modelos tradicionais a que temos acesso não estão acostumados. Assim, surge também a necessidade de a escola, a diretoria, o corpo docente e toda a comunidade escolar se reinventarem para poder atender a essa nova demanda emergente. Há uma nova realidade para a educação brasileira, que deverá se moldar até que haja uma vacina eficaz que possa proteger a todos e a normalidade possa ser restaurada. No entanto, em muito fomos modificados pela passagem desta pandemia, e diferentes hábitos serão definitivamente mudados mesmo depois que ela terminar.

Inovação na escola como o caminho para a adaptação

Mudanças e transformações sempre têm um lado positivo, e pensar nas possibilidades de investir e aplicar inovação na escola a partir de tudo que tivemos que solucionar de forma urgente em 2020 é como preferimos enxergar este cenário. Abrir espaços de debate, construções coletivas nas escolas e ambientes propensos a receber e praticar inovação será fundamental para encararmos o novo ano.  A primeira grande inovação na escola que deve ser mapeada é a interpretação sobre como as instituições darão conta de suprir ou repor os objetivos de aprendizagem determinados pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) que não foram alcançados ao longo de 2020.  Com as restrições de aulas presenciais que afetaram centenas de crianças e jovens ao redor do Brasil, muitos ficaram sem frequentar a escola e perderam o ano letivo ou parte dele Vale ressaltar ainda que, mesmo com a mudança do ano letivo, não há ainda uma previsão de vacinação em massa da população para que as aulas sejam totalmente liberadas em seu formato antigo. Isso demonstra necessidade de ainda mais atenção das escolas no que tange a esta reposição, e requer que toda a experiência adquirida em 2020 seja aproveitada. Por isso, pensar em instrumentos inovadores para proporcionar essa reposição ao longo de 2021 será fundamental e defini-los em um planejamento pedagógico estruturado será um importante diferencial para a sua escola.

Familiarização com a tecnologia

Um dos aprendizados mais importantes no quesito de inovação na escola que a pandemia trouxe foi o da importância da familiarização com a tecnologia. Nos primeiros meses, e em muitos casos ainda perdura, houve um grande estranhamento com o uso dos recursos de aulas online, ativar e desativar microfone e câmera, compartilhamento de tela e afins. O mais interessante é que isso não afetou somente o setor da educação, mas todo o mercado de trabalho em que as pessoas eram acostumadas a se deslocar fisicamente para participar de reuniões de forma presencial com seus clientes. Quando todo esse cenário se transforma para o meio digital e online é comum que haja um estranhamento. E, dada a adaptabilidade do ser humano, é ainda mais comum que isso se converta em aprendizado. Hoje escolas, professores e alunos estão muito mais adaptados ao sistema de ensino online e são capazes de utilizar essa experiência a seu favor. A inovação na escola para 2021 pode vir, então, do melhor uso de ferramentas para a finalidade desejada.  Ao longo de 2020 as escolas tiveram um primeiro contato com o que existe de tecnologia disponível e como elas podem ser utilizadas. Para 2021 os gestores já terão este conhecimento mais bem sedimentado para aplicá-lo de forma mais eficiente para todos.

Metodologias ativas de ensino e aprendizagem

Pensando em conceitos que possam agregar inovação na escola, a sala de aula invertida e a aprendizagem colaborativa englobam importantes tendências que começaram a se desenhar com mais intensidade durante a pandemia. Plataformas educacionais como o Google for Education permitem a criação de ambientes onde os próprios estudantes contribuem com as aulas, tirando o professor da posição hierarquicamente superior e colocando os estudantes como protagonistas de seu próprio aprendizado.  Além disso, em momentos de construção coletiva por meio das funcionalidades que permitem edição simultânea de documentos e apresentações, por exemplo, é possível proporcionar espaços onde a voz do estudante se sobressai à uma norma ou orientação específica de um professor. O professor, nestes sistemas, atua mais como um mentor que propõe formatos e modelos do que um ditador que cobra resultados e notas. A ideia deste processo de inovação na escola surge também do que foi vivenciado na pandemia, a partir da necessidade de tornar as aulas online mais interessantes para reter os alunos, e ganhou um espaço relevante para seguir sendo praticada. No entanto, como já mencionado anteriormente, é preciso que haja um preparo da sua instituição caso ainda não se apliquem metodologias como estas. Investir em uma consultoria especializada para apoiar a transformação digital e o processo de inovação na escola será fundamental para obter os melhores resultados. Entre em contato com a Nuvem Mestra, parceira certificada pelo Google e especializada na transformação digital na educação, e comece 2021 com o pé direito. Continue acompanhando o blog da Nuvem Mestra e confira conteúdos que ajudam você a inovar na sua instituição de ensino! Um 2021 de muita saúde, serenidade e sucesso!

Deixe um comentário

Leia também

Nuvem Mestra agora é Inicie Educação

Nuvem Mestra agora é Inicie Educação   Você já conhece a qualidade, reputação e referência da Nuvem Mestra no mercado enquanto consultoria estratégica em projetos

saula de aula invertida

Tudo sobre Sala de Aula Invertida

A implementação de metodologias inovadoras nos processos de ensino e aprendizagem escolar não começou a acontecer somente em função da pandemia, como muitos pensam. Conceitos